Projeto de Idiomas em Risco de Extinção

Um projeto que apoia a documentação e a preservação de idiomas em todo o mundo

Projeto de Idiomas em Risco de Extinção

Atualmente, a humanidade está vivendo uma extinção em massa: os idiomas estão desaparecendo a um ritmo sem precedentes. E quando isso acontece, uma visão única do mundo está perdida para sempre. Com cada idioma que desaparece, perde-se também um enorme legado cultural: o entendimento de como os seres humanos se relacionam com o mundo ao nosso redor; conhecimento científico, médico e botânico. E o mais importante: perdemos a expressão do humor, do amor e da vida de uma comunidade. Resumindo, perdemos o testemunho de séculos de vida.

Idiomas são entidades que estão vivas e em fluxo constante, e sua extinção não é um fato novo. No entanto, o ritmo no qual os idiomas estão desaparecendo hoje não tem precedentes e é alarmante. Por volta da metade dos 7.000 idiomas do mundo está ameaçada de extinção nos próximos 100 anos. Hoje em dia, porém, temos ferramentas e tecnologia na ponta dos dedos, e isso pode mudar tudo.

Com o Endangered Languages Project (projeto Idiomas em Risco), o Google colocou toda a sua tecnologia a serviço de organizações e indivíduos que trabalham para enfrentar a extinção de idiomas por meio da documentação, preservando e ensinando o idioma. Por meio deste web site, os usuários poderão não só acessar informações atualizadas e abrangentes sobre idiomas em risco, como também amostras do idioma que são fornecidas por parceiros ou exercer o papel ativo de colocar seus idiomas na rede, enviando informações e amostras de texto, áudio e vídeo. Além disso, os usuários poderão compartilhar boas práticas e estudos de caso em uma área especialmente feita para compartilhar conhecimento e se tornarem membros de um dos Grupos do Google.

O Google supervisionou o desenvolvimento e o lançamento deste projeto, mas a meta para o longo prazo é que ele seja gerenciado por especialistas verdadeiros no campo da preservação de idiomas. Assim, a supervisão do projeto em breve transicionará para o First Peoples' Cultural Council (Conselho cultural dos Primeiros povos) e o Endangered Languages Catalogue/Endangered Languages Project (ELCat/ELP) team at University of Hawaiʻi at Mānoa, em coordenação com o Comitê consultivo.

O design e desenvolvimento deste web site foram feitos com a ajuda da Vizzuality e Exygy.

Sobre as informações dos idiomas disponíveis neste site

The languages included in this project and the information displayed about them are provided by the Catalogue of Endangered Languages (ELCat), produced by the University of Hawaiʻi at Mānoa and Eastern Michigan University, with funding provided by the U.S. National Science Foundation (Grants #1058096 and #1057725) and the Luce Foundation, and supported by a team of global experts.

ELCat is being shared through this site so that feedback from language communities and scholars worldwide can be incorporated to update the world’s knowledge about its most at-risk languages. This means that the languages included on this site and the information presented about them is intended to change over time.

Mais informações:
About the Catalogue of Endangered Languages
About Why Endangered Languages are So Important
About Silent Tongues: Language Dormancy

Sobre a Aliança pela diversidade linguística

A realização desse projeto não seria possível sem a colaboração de grupos de todo o mundo que contribuíram para o lançamento dele. Como parte do projeto "Idiomas em risco" foi criada a Aliança pela diversidade linguística. A missão da Aliança é acelerar, fortalecer e catalisar esforços sobre a documentação de idiomas em risco para oferecer suporte às comunidades engajadas com a proteção e revitalização de seu idioma e para aumentar a conscientização sobre as formas de lidar com ameaças aos idiomas em risco. Se sua organização desejar contribuir com esse esforço conjunto voltado aos idiomas em risco, você pode candidatar-se para participar da Aliança a qualquer momento.

Founding Members

  • Alaska Native Language Archive
  • Asociación Cultural Parola
  • Association for Cultural Equity
  • CBC Radio
  • Center for American Indian Languages
  • Coushatta Tribe of Louisiana
  • Endangered Language Alliance
  • First Peoples’ Cultural Council
  • Grassroots Indigenous Multimedia
  • Indigenous Language Institute
  • Laboratório de Linguas Indígenas, Universidade de Brasília
  • Living Tongues Institute for Endangered Languages
  • Mohawk Council of Akwesasne
  • Museum of the Cherokee Indian
  • National Folklore Support Centre
  • PanLex (The Long Now Foundation)
  • Pechanga Band of Luiseño Indians
  • The Chontal Project in the DoBeS Archive
  • The DoBES Project on Taa
  • The Endangered Languages Catalogue team at the University of Hawai‘i at Mānoa
  • The John Carter Brown Library at Brown University
  • The Language Archive at the Max Planck Institute for Psycholinguistics
  • The LINGUIST List
  • The Myaamia Project
  • The Rosetta Project (The Long Now Foundation)
  • Transparent Language, Inc.
  • UCLA Phonetics Laboratory
  • University of Pennsylvania Libraries
  • World Oral Literature Project

This site is designed to enable you to contribute to the project directly. Although we will not be able to respond to all inquiries and are not accepting requests for funding, you can propose significant collaboration opportunities by completing this form, or apply to become a moderator of flagged content through this form.

The Endangered Languages Project Governance Council

Esse projeto está sendo desenvolvido por um Comitê de consultoria que agrega diversas perspectivas, talentos e compromissos ao projeto. Só é possível participar por meio de convites. Os membros atuais são:

  • Faith Baisden, First Languages Australia
  • Lyle Campbell, University of Hawai'i at Mānoa
  • Craig Cornelius, Google, Inc.
  • Tracey Herbert, First Peoples' Cultural Council
  • Veronica Grondona, Eastern Michigan University
  • Daniel Kaufman, Endangered Language Alliance
  • Mary S. Linn, Center for Folklife and Cultural Heritage, Smithsonian Institution
  • Kevin Lowe, First Languages Australia
  • Paul Trilsbeek, The Language Archive at the Max Planck Institute for Psycholinguistics
  • Inee Slaughter, Indigenous Language Institute
  • Emmanuel Ngué Um, Archive of Languages and Oral Resources of Africa


Current Advisory Committee members are:

  • Gregory Anderson, Living Tongues Institute for Endangered Languages
  • Daryl Baldwin, Myaamia Centre
  • Peter Brand, First Peoples’ Cultural Council
  • Panchanan Mohanty, University of Hyderabad
  • Susan Penfield, University of Arizona
  • Andrew Strack, Myaamia Centre
  • Mark Turin, World Oral Literature Project

Diretrizes de conteúdo

O objetivo do Projeto "Idiomas em risco” é de promover a troca de informações relacionadas aos idiomas em risco. Mantenha este objetivo em mente quando enviar conteúdo para o site. O conteúdo que não estiver de acordo com este objetivo poderá ser removido.

Você será responsável pelas consequências do envio de conteúdo para o Projeto "Idiomas em risco”. Somente envie conteúdo cujas licenças, direitos, e permissão de publicação você possuir.

Inclua apenas materiais que forem apropriados para publicação online. Não envie materiais sagrados e outros conteúdos que os falantes do idioma não gostariam de compartilhar. Se o seu vídeo incluir outras pessoas, peça permissão de todos os participantes para publicar o vídeo na internet. Revise o Código de Ética da American Anthropological Association.

A maior parte do conteúdo enviado para o Projeto "Idiomas em risco” é hospedada em vários produtos ou serviços associados do Google, inclusive YouTube, Picasa e Google Docs. Cada um destes serviços tem os próprios termos de uso e conteúdo. Além destes termos, todo o conteúdo enviado por meio de outros produtos ou serviços Google devem estar de acordo com os termos associados. Estes termos incluem, mas não estão limitados: a proibição de conteúdo pornográfico, obsceno, pedofilia, bestialidade ou outros materiais contendo sexo explícito; violência ou discurso de ódio; conteúdo ofensivo ou que viole a privacidade de alguém.

O Projeto "Idiomas em risco” não deve ser usado para propósitos ilegais ou para a promoção de atividades perigosas ou ilegais.

Não permitimos spam nem a transmissão de vírus e outros malware.

Envio de comentários

O Projeto "Idiomas em risco” é um espaço colaborativo para o compartilhamento de informações. Por isso, comentários e feedback sobre o conteúdo do site são bem-vindos. Ao enviar comentários sobre o conteúdo enviado no site do Projeto "Idiomas em risco”, respeite as seguites regras:

  • Escreva comentários legíveis. Use a gramática e ortografia corretas. Não use letras maiúsculas e pontuação em excesso.
  • Faça comentários úteis. Envie informações claras e verdadeiras.
  • Seja educado. Não critique os outros ou envie conteúdo abusivo, de ódio, ameaças ou ofensas.
  • Os comentários considerados fora do assunto ou de qualquer forma contrários a estas regras serão removidos.
Denúncias de conteúdo

Caso você encontre conteúdo que viola estas regras, siga as inscruções de denúncia para solicitar revisão do conteúdo.